encontram-me aqui

flickr
tanya.ruivo@gmail.com

27.4.09

25 de abril - parabéns a mim

acordei com mais um ano em cima! mesmo sendo dia de aniversário, pegamos nas bicicletas e fomos em direcção a pamplona. sabíamos que não íamos chegar hoje, pararíamos numa aldeia a meio.

começamos com subidas ainda na nacional e depois, como gostamos tanto de fazer o caminho de santiago, quisemos fazè-lo mais uma vez. mas quem nos obrigou a fazè-lo? estávamos tão bem na nacional! não é tão bonito mas sempre é mais fácil. entramos na terra batida e o caminho era o mais estreito de todos os caminhos que apanhamos até então. apareceu uma grande descida, ainda no caminho estreito e aí tive de a levar à mão. o caminho estava em muito mau estado! apareceu uma subida, esta também em muito mau estado! grandes pedregulhos a ocupar o caminho. tínhamos de nos desviar deles. estava a ter a pior experiência no caminho! conseguimos montar nas bicicletas e pedalar um pouco. o piso estava melhor.

“tanya, é por aqui” gritou o rafael, tive de voltar para trás. mas achei muito estranho… “mas por aqui tem pegadas e marcas de pneus” mas ele insistia que tínhamos de cortar à direita. passamos por tantos peregrinos, e porquê que não aparece nenhum quando estamos com dúvidas no caminho? o rafael começou a descer e mais uma vez, piso em muito mau estado, com grandes buracos e muito estreito. o rafael estava à minha espera ao fundo. não estava a perceber porquê… percebi quando lá cheguei. havia uma enorme elevação. tínhamos de levantar as bicicletas para passar para “o andar de cima”… o caminho era curto até ao topo mas foi do pior! não tinha forças para puxar a bicicleta! acho que conseguia chorar por causa daquele maldito caminho! então quando vi peregrinos a passar no caminho que tinha dito que tinha visto pegadas, aí sim, tive mesmo vontade de soltar alguns gritos e lágrimas, mas não podia gastar energias com isso. mais um esforço já estávamos lá em cima. mais à frente, um pequeno riacho para passarmos! mais uma vez, o rafael molhou, não um mas os dois pés! eu molhei a pontinha de um pé… mas escolhi um caminho diferente, onde o riacho era estreito!

paramos em los arcos, mas não para ficar pois só tínhamos feito 35 km. quando chegamos ao albergue, olhamos um para o outro e ambos concordamos em ficar. como ele estava com os pés molhado e como eu fazia anos, decidimos ficar.

não sei porquê, mas penso sempre que sendo dia de aniversário o dia tem de ser diferente… mas é um dia igual a outro. Pouco o senti como sendo o meu dia, e fiquei um pouco nostálgica… mas tive uma pequena surpresa que me deixou com o coração quentinho! o meu super lindo sobrinho (3 anos e meio) a cantar os parabéns ao telemóvel! fez-me sentir que fazia anos!

hora de dormir, hora de ouvir novos roncos!

3 comentários:

familia Palma disse...

parabens da familia Palma..boas pedaladas.

Retroprojecta-te disse...

Tanya,

Parabéns atrasados...
Keep shining...
Muitas saudades..............................................................

Beijo gordo e xi apertado

Rafael e Tanya, admiro a convicção em seguirem o vosso sonho...

kika disse...

um grande beijnhO de parabenS tanYa!!!
tenho voS seguidO!: )
força para a vossa viagem, o vosso sonhO!
beijinhO para a tanya e para o rafael que nao conheço, mas havemos de nos conhecer: )*
kika

hum... que bom

pedaços de mim