encontram-me aqui

flickr
tanya.ruivo@gmail.com

15.6.09

bem vindos à belgica!

já atravessamos a fronteira e encontramo-nos na bélgica!
primeira paragem foi em bruges, conhecida como a veneza do norte, cidade onde ficamos com o queixo caído, mal entramos! já estivemos em veneza, e posso dizer que gostei mais de bruges! uma cidade cuidada, com uma linda arquitectura. uma cidade postal!
ficamos em casa de
mark e da molleke, um casal que todos os anos, viaja para a áfrica do sul. a sua casa "cheira" a esse país! girafas, muitas zebras, um crânio de crocodilo, fazem parte da decoração.
passamos 3 noites lá em casa, e todas as noites, no jantar, conversavamos durante horas! ela cozinhava para nós, e sabia tão bem a sua comida! era tão saborosa que me sentia obrigada a encher o prato mais que uma vez, e ficava chateada quando não conseguia pôr mais nada no estômago! o
mark, insistia em ver-me com o copo com vinho tinto! terminavamos as nossas conversas ora com café e biscoitos, ora com café e chocolates...

bruges foi outra cidade onde preferimos passear-nos nela. apenas entramos numa exposição de salvador dali. até agora, foi das cidades mais românticas que já estivemos! tem cantinhos cheios de encanto, onde apetece ficar sentada e apenas olhar à volta, ver as casas com um pequeno terreno virado para o canal e termos os dois, o mesmo pensamento: chulos.
num dos dias, decidimos visitar a holanda! assim como quem não quer a coisa, pegamos nas bicicletas e pedalamos sempre ao longo do canal, e quando demos por nós... já estavamos na holanda! fomos lá almoçar mas não tivemos muita sorte... pois esteve sempre a chover... voltamos para bruges.
foi difícil a despedida... mais uma vez encontramos pessoas que sabemos que nunca iremos esquecer! pessoas com quem sabe bem conversar e estar!
a etapa seguinte na bélgica foi em
gent! cidade à primeira vista não tão bonita como bruges mas muito mais viva, mais jovem!
mais uma vez, conhecemos uma nova casa com um casal simpático. o
brecht e a serena. ele trabalha como actor e realizador! ela é bailarina e coreógrafa. ele, sempre com um sorriso na cara e sempre muito bem disposto, sempre a falar, mostrando sempre a sua boa disposição! ela, mais calma e serena a falar. trocamos experiências e cada um mostrou o seu trabalho, ora em fotos, ora em vídeos.
o
brecht mostrou-nos um pouco da cidade e o castelo, onde podemos ver máquinas de tortura... arrepiante!

a nossa primeira noite em gent, foi passada fora de casa. não temos o costume de sair à noite nesta viagem, mas quando saímos, até sabe bem! começamos num pequeno bar, onde provamos um shot que se bebe devagar para o saborear. bebidas feitas por um homem já com uma certa idade, numa grande máquina que está exposta. a noite não ficou por aí e fomos a um outro bar onde o ambiente estava entupido de fumo… a lei do tabaco ainda não chegou cá! bebi uma das muitas cervejas belgas, sentada num grande sofá, tentando ter uma conversa em inglês – já estou um pouco melhor, não transpiro tanto quando falo! fim da noite e soube tão bem dormir! dormimos tanto que quando acordamos já passava do meio dia! ainda não tínhamos dormido tanto assim nesta viagem! passamos mais um dia em gent, a passear pelas suas ruas e canais.

no dia seguinte iríamos novamente para bruxelas, desta vez iríamos passar lá a noite, em casa do sven. ele já esteve em portugal e já esteve em nossa casa, o rafael já o conhecia. Ele não iria estar em casa no dia em que chegaríamos, então ele decidiu apanhar o comboio e vir até nós! entregou-nos as chaves em mão e jantamos juntos. são esses pormenores que sei que muitos não seriam capazes de fazer por isso dou muito valor e toca-me cá dentro quando alguns o fazem.

a noite aproximava-se e voltamos para casa e antes de entrarmos na super cama, conversamos todos juntos na sala. Trocamos umas palavrinhas em português, com uma rapariga que esteve 2 meses a viver em braga. Hora da cama, e fomos dormir.

pequeno almoço no quintal! finalmente o dia estava simpático, sem chuva! pés aos pedais em direcção a bruxelas com as chaves da nova casa na mão! bruxelas não nos oferece muita coisa… de novos nas suas ruas mas desta vez cheias de gente! era sábado, por isso a quantidade de pessoas na "capital" da europa! encontramos em muitos edifícios grandes desenhos, o que dá uma certa vida à cidade. houve duas coisas que adorei em bruxelas. primeiro foi um pequeno restaurante que tem como nome mr.falafel, um senhor simpático, confecciona ele próprio o falafel, que é delicioso! depois somos nós que juntamos a salada ao nosso gosto, podendo repetir! segundo, foi uma pequeno café comunista que se encontrava numa rua cheia de turistas mas onde os turistas não entram… entramos nós! era lá que se encontravam as personagens de bruxelas, um cão mimalho que pedia mimos com a pata, uma senhora que andava descalça, um homem que pediu para se sentar na nossa mesa, e que pediu autorização ao rafael para me oferecer uma rosa, outro senhor que se sentou connosco e que por pouco não vimos uma lágrima na sua face, quando soube que éramos de Portugal! tem uma enorme paixão pelo nosso país! não parava de levar a mão ao peito e logo a seguir beijava-a. repetia constantemente que amava portugal! são cafés como estes que gostamos, com um ambiente familiar!

apenas ficamos uma noite em bruxelas. no dia da partida, decidimos sair apenas da parte da tarde. iriamos fazer menos de 40 kms, por isso não tinhamos pressa em sair. no caminho encontramos quatro ciclistas que meteram conversa conosco. de onde são? o que estão a fazer? de portugal?! sempre de bicicleta?! já estamos habituados a responder às mesmas perguntas... faz parte da viagem! dois deles iriam seguir a mesma direcção então decidimos continuar caminho juntos! trocamos de bicicletas e assim fui bem mais leve, mas sem travões... ficamos com o mapa de leuven como oferta e despedimo-nos dos nossos colegas de viagem.

depressa chegamos a leuven, conhecido como o bar da europa! é uma cidade universitária, com muita vida! não sentimos muito essa vida, pois chegamos no domingo e os estudantes estão em época de exames... mas saimos os dois para a noite de leuven! no centro, encontramos uma grande praça, onde porta sim, porta sim, há um bar! sentamo-nos numas escadas a comer batatas fritas, pois os belgas tem muito orgulho nas suas batatas! foram eles que inventaram as batatas fritas, dizem. realmente, são mesmo boas! não sei como é que as fritam, mas quando saimos, só estava a pensar em comê-las! tivemos azar... temos de as comprar em sítios específicos... não nos turcos...

leuven é uma cidade pequena mas sentimo-nos bem nela. conseguimos comer um gelado com uma bola enorme por um euro! há sítios muito lindos como beguinage, que é património mundial. era onde moravam apenas mulheres que tinham como função ajudar as pessoas.

tivemos o previlégio de ver uma coisa que poucos ou quase nenhum turista viu. subimos, ilegalmente, uma enorme torre, onde tinhamos a cidade toda à nossa frente! foi lindo de ver!

amanhã voltamos a pegar as bicicletas para nos encontrarmos com um português, amigo do pai do rafael! e se comessemos carne, teriamos uma cozido à portuguesa à nossa espera...

2 comentários:

yola disse...

acho brutal a vossa experiencia =)

xistacio disse...

diz la ao gaijo para se pentear para as fotos! eheh!
bjs Boa Viagem

hum... que bom

pedaços de mim